{Olimpo} Capitulo 2


                Donghae olhava para aquele garoto curioso, os olhos dele eram como os seus, cores estranhas sendo que sua fisionomia deixava claro que ele era descente de algum asiático. Porém arregalou os olhos ao perceber que o entendia então era um coreano como ele. O garoto recém-chegado abriu um sorriso grandioso ao notar o olhar curioso de um dos gêmeos, era de tamanha alegria encontrar outras pessoas naquele acampamento, era de extrema alegria poder finalmente fazer uma amizade. Sungmin observava os dois e ria baixo enquanto voltava a comer, Donghae percebendo olhar demais para o outro garoto, tratou de se ajeitar na cadeira e voltar a comer.

            - Bom. – Sungmin olhou para o garoto loiro que ainda não havia se servido no buffet. – Por que aqui está tão vazio?


            - Ah, - O garoto coçara a nuca rindo um pouco nervoso, era a primeira vez que conversava com algum filho de Zeus e isso o deixaria nervoso. – Parece que estão todos bem animados sobre o herdeiro.

            - Hm, e só nós estamos aqui? Digo... só nós três?

            - É o que parece. – Donghae olhara para o garoto loiro vendo uma ponta de desapontamento em seus olhos, mas logo voltou a encarar seu prato e a comer calmamente, apenas ouvindo a conversa dos dois. – O acampamento estava fechado por causa disso, mas como tem alguns que não moram com os pais, mas que moram em outras cidades, resolveram reabrir para... estadia.

            - Então, você não é daqui?

            - Oh não, eu moro com a minha tia. Minha mãe morreu ao me dar à luz.

            - Que triste. – Sussurrou Donghae com os olhos murchos ainda olhando para seu prato, logo erguendo o rosto para encarar aquele par de olhos azulados. – Sinto muito.

            - Tudo bem. – Sorriu sem graça.

            - Bom...Hyukjae? – Sungmin perguntou, o loiro afirmou com a cabeça aumentando seu sorriso. – Pegue um prato e coma, antes que alguém resolva comer tudo.

            Os olhares foram direcionados para Donghae que segurava o prato e estava prestes a se levantar, seu rosto ganhou uma tonalidade avermelhada e logo se ajeitava no banco fazendo uma breve referência, com um pedido de desculpas em demonstrar sua pequena gula. Porém era difícil não desejar comer, a comida estava apetitosa demais para deixar sobras. Hyukjae apenas sorrira tentando esconder de sua risada e se levantou para servir-se do buffet. Sungmin olhava para o irmão que ainda tinha o rosto avermelhado e olhava apenas para o prato, esticou a mão acariciando de seus cabelos e viu os olhos arroxeados que tanto admirava lhe encarar, e brotar em seu pequeno rosto um sorriso estonteante. O que havia entre aqueles dois irmãos era um amor incompreensível.

            Hyukjae logo retornara para a mesa dos gêmeos, estava imensamente alegre com aquele dia, pensou que ficaria naquele acampamento sozinho sem ter com quem conversar. Mas agora estava aliviado, dois garotos que pareciam ser boas pessoas com boas qualidades e isso o deixaria com mais vontade de conversar com eles. Sentou-se e começou a comer enquanto Sungmin conversava aleatoriamente para quebrar o silêncio, Donghae se levantou e repetiu o prato pegando o dobro do que havia pego no início, o que tirou risadas de Sungmin e Hyukjae deixando o moreno totalmente corado.

            - Hyukjae, você também é filho de algum deus? – Sungmin perguntou enquanto Donghae escolhia o suco que beberia.

            - Ah não tenho interesse em pegar o trono. – Hyukjae ficou sério, aquele assunto parecia ser angustiante para si. – Digamos... não sinto muito bem sobre isso, sabe.

            - Entendo. Acho que a maioria deve se sentir assim. – Sungmin olhou para Donghae que segurava a bandeja prestes a voltar, mas encarava um prato na mesa que parecia chamar a atenção, e para pegá-lo seria necessária muita reflexão. – Donghae descobriu isso hoje.

            - Hoje? – Hyukjae arregalou os olhos e observou Donghae que sorrateiramente pegava um pedaço de carne. – Não... parece.

            - Nenhum poder dele foi descoberto, e muito menos sei se ele acredita nisso. – Sungmin formou um bico nos lábios. – Isso me deixa preocupado.

            - Ele tem tempo. – Sorriu Hyukjae ganhando atenção do gêmeo mais velho. – O único semideus que tem interesse no trono... você sabe.

            - Ah. – Sungmin corou levemente e riu. – Isso é verdade.

            - Hyung. – Donghae voltara segurando a bandeja e olhou para o irmão mais velho. – Eles têm suco de uva e parece estar bem doce.

            - Irei pegar.

            Os três estavam completamente imersos em seus próprios pratos o que resultou em um momento em silêncio entre eles, cada um preso ao próprio pensamento. Donghae erguera o rosto observando ao seu irmão que apenas brincava com a comida, franziu a testa desviando o olhar para o novo amigo ao seu lado e o viu com um olhar triste. A atmosfera estava ficando pesada demais e isso angustiava Donghae.

            - E...- Donghae chamou a atenção dos dois. – está bem tenso aqui.

            - Desculpa. – Sungmin sorriu levemente. – Acho que é cansaço.

            - Vou deixar vocês dormirem. – Hyukjae se levantou com a bandeja a levando até uma porta.

            Os garotos se levantaram e o seguiram, ao abrirem a porta sorriram em encontrar a cozinha com poucos empregados, os garotos deixaram as bandejas em cima de um balcão e logo se retiravam, Donghae olhava para o local deslumbrado, como se tivesse encontrado o paraíso dos deuses. Sungmin segurou a mão do irmão e o puxou para fora, caso contrário o menor iria comer mais do que já havia naquele jantar. Hyukjae apenas rira, um sorriso calmo e singelo como se não acreditasse que tinha feito amizades. Guiou os irmãos para o dormitório, e se encantou em ver a casa da árvore. Sungmin logo subira, não agüentava mais aquele cansaço do dia.

            - Uau. - Sussurrava o loiro enquanto colocava as mãos no bolso, desviou o olhar para o mar que tinha ali, em um trapiche havia seu quarto, sorriu encantando, um sorriso que não passou despercebido pelo moreno.

            - Obrigado, Hyukjae. - Sussurrou Donghae ganhando a atenção do loiro que apenas balançava a cabeça. - É o primeiro amigo que faço.

            - Ah. - A pele de Hyukjae ficara avermelhada, até em seus pensamentos as palavras estavam bagunçadas, ficou desconcertado com aquele elogio vindo do outro. - N-Não foi nada.

            - Onde você vai dormir? - Donghae olhou ao redor procurando a casa, ao desviar o olhar para o trapiche cerrou o cenho, Hyukjae não deixou de observar a fisionomia de seu colega mudar, seguindo seu olhar suspirou baixo. - Espero que ninguém se machuque.

            - Hm? - O loiro olhou para o garoto que parecia perdido em pensamentos, prestando atenção em seu olhar arroxeado, não teve como não pensar em como eram belos. - Com medo de encontrar os semi deuses?

            - Uhum, tenho medo de que eles no machuquem, principalmente filhos de Poseidon e Hades.

            - Ah. - Não deixou de sorrir tristemente, pousou sua mão no ombro do colega e sorriu. - Vai ficar tudo bem, e quem sabe eles não sejam legais.

            - É você tem razão. - Donghae observara o amigo e esticou a mão cutucando a orelha do garoto. Ele tinha dois brincos pendurados em sua orelha e aquilo chamou a atenção do moreno. - Isso não dói?

            - O que? - Hyukjae sentiu o toque do menor e não deixou de rir baixo, era incrível como ele havia notado aquele detalhe não muito importante. - Um pouco, mas é legal não acha?

            -Uhum. - Donghae mexia nas próprias orelhas enquanto imaginava sua aparência. - Será que o hyung deixaria eu por?

            Donghae voltara a observar os brincos do mais velho, realmente queria ter algo assim. Parecia tão belo no loiro, apesar de ser brincos, apenas brincos. Desviou o olhar para o pescoço ao ver algo como um desenho arregalou os olhos cobrindo seu próprio pescoço fazendo o outro rir alto. Hyukjae descera a gola da camisa mostrando a tatuagem tribal que havia feito, Donghae aproximara o rosto e corava ao sentir do perfume dele, era forte, mas nada que pudesse lhe repudiar. Afastou-se corando violentamente desviando o olhar para o chão, o loiro corava também não deixando de soltar uma risada baixa.

            - Isso não doeu se é isso o que quer saber.

            - Não? - Donghae voltava a erguer o rosto. - Mas é no pescoço, deveria doer.

            A imaginação de Donghae era limitada, Hyukjae apenas balançava a cabeça deixando de lado as explicações cheias de detalhes, afinal era o primeiro dia de semi deus daquele garoto, com certeza tinha muita coisa a ser aprendida e com isso muitas coisas á serem descobertas. Sungmin chamava por Donghae, Hyukjae apenas bagunçara os cabelos do moreno e se pôs a caminhar pela trilha.

            Donghae observava o novo amigo se afastar, não deixou de abrir um sorriso pequeno antes de subir as escadas e ir para sua cama, esperando o dia seguinte.  

ψ
            O dia seguinte já havia nascido e trazia consigo um vento gélido,  fazendo com que Donghae abraçasse seus braços se encolhendo. Não era tarde, na verdade acordara antes do sol nascer, foi despertado ao sentir os chacoalhões de seu irmão e um pedido urgente para que se vestisse. Não entendia o motivo de tanto aflição por parte do mais velho, porém não demorou em ficar de pé e se banhar. Enquanto o caçula se arrumava, Sungmin pegava uma bolsa guardando nela algumas trocas de roupa, alimentos e o mapa que ganhara de seu pai. Aproximando-se da janela encontrando Hyukjae á espera dos irmãos enquanto olhava ao redor em guarda.

            Donghae saíra do banheiro sendo coberto pelo irmão que lhe entregara a mochila, desceram a casa de árvore se juntando á Hyukjae que ficava atento ao redor.

            - Mas o que foi hyung? - Donghae bocejava afastando o sono.

            - O filho de Hades... ele nos encontrou não podemos ficar aqui. - Sungmin olhara para Hyukjae que tinha seus olhos azuis totalmente focados para além da montanha. - Onde iremos?

            - Acho melhor começarmos a procurar os artefatos. Se formos para atrás das montanhas chegaremos ao primeiro local do mapa.

            Hyukjae logo puxara os irmãos para os fundos do acampamento, por mais que quisessem fugir dos possíveis olhos tão intensos do filho de Hades, saberia que não importava qual o lugar que se escondessem, eles seriam encontrados. Um grande punhado de terra sobrevoava pelas cabeças dos três, Sungmin puxava o irmão e seu mais novo amigo para debaixo de uma das cabanas vazias, ouvindo o barulho da terra batendo contra o tecido grosso da barraca. Sungmin esticara as mãos fazendo um raio cair dos céus e colidir com o chão causando tremores no solo, Hyukjae segurou a mão de Donghae o puxando para fora do acampamento enquanto eram acobertados por Sungmin.

            Os poderes do mais velho eram fortes, e conseguiam repelir as investidas tele cinéticas do filho de Hades. Correndo para se juntar ao seu irmão que ofegava assustado, deixou com que Hyukjae criasse uma bolha de água enquanto o próprio Sungmin deixava suas mãos postas para ataque. Tudo finalmente ficara em silêncio.

            Ainda com a barreira de água ao redor, os três garotos se puseram a caminhar adentrando na mata fechada seguindo ao redor da base da montanha, do alto de uma árvore o garoto de cabelos acastanhados e olhos negros acompanha os passos dos jovens, o sorriso sádico já demonstrava seu interesse pelo gêmeo mais velho. O único filho de Hades, com certeza ele não tinha nenhum interesse no trono do Olímpo, na verdade o que lhe chamava atenção era aquele gêmeo, parecia um brinquedo para si, e agora que ele trouxera consigo seu irmão, a brincadeira poderia ficar mais interessante ainda. Virando-se de costas sorriu enquanto batia o pé no chão criando um túnel que o levaria para casa.

            Hyukjae e Sungmin olhavam para o mapa enquanto se localizavam, Donghae ainda encolhido por conta do frio que sentia, esticava a mão vendo pequenos e finos raios saindo de sua palma, não deixou de abrir um sorriso largo e tentar novamente e assim ficando cada vez mais convicto de sua nova realidade. Novamente caminhavam chegando perto de um riacho onde se puseram a descansar, Sungmin retirou três sanduíches de sua bolsa entregando um para cada, os meninos suspirava e logo começavam a comer.

            - Hyung, quem era? - Donghae olhava para o irmão mais velho que apenas limpava os lábios e suspirava.
            - Filho de Hades, com certeza ele quer nos atrapalhar de chegar no trono

            - Na verdade vocês são os únicos que tem interesse. - Hyukjae sussurrara terminando o sanduíche.

            - Como assim? Não tem outro motivo além desse pra que aquele... verme venha atrás de nós.

            - Nascemos com esse fardo. - O loiro sorrira enquanto limpava os lábios de Donghae, fazendo o mesmo corar com o ato. - Queremos viver e não cuidar de humanos.

            - Mas alguém tem que herdar não é? - Donghae olhava para o irmão que assentira.

            - Então aquele ser, quer que ninguém herde o trono só para ver o caos dos humanos e dos deuses.

            Alguns longos minutos de descanso os três garotos se colocaram a caminhar novamente, a montanha em si não era grande em diâmetro, porém seu pico era imensamente alto. Sungmin ia na frente cortando os galhos das árvores que ficavam no caminho, gostava de procurar trilhas e por alguns minutos aquilo o deixava distraído. Hyukjae caminhava ao lado de Donghae enquanto os dois conversavam aleatoriamente, o mais novo contava de sua vida na Coréia ganhando a atenção e admiração do loiro. A forma como Hyukjae sorria não passava despercebido por Donghae, que corava enquanto coçava a nuca sentindo-se envergonhado por reparar demais no garoto ao seu lado.

            Hyukjae por outro lado havia notado dessa timidez do moreno, suas palavras eram direcionadas para causar aquele tipo de reação. Havia gostado.

            - Quem são e o que fazem aqui? - A voz soara alta e rouca, fazendo os três pararem de caminhar, Donghae segurou o braço de Hyukjae e puxava a camisa de seu irmão para ficarem juntos.

            - Sou eu Geng. - Hyukjae gritara.

            Um portal fora aberto em frente aos meninos, Hyukjae sorriu puxando os gêmeos consigo enquanto adentravam o portal que levara até um local calmo, porém bem iluminado, parecia um vilarejo antigo, tinha pessoas andando para todos os lados enquanto vestiam túnicas e carregavam cestas e barris. Hyukjae caminhava guiando os gêmeos até uma barraca que parecia pequena, porém ao adentrarem viram que por dentro era como um palácio.

            - Hyukjae, quanto tempo. Trouxe visitas? - Um garoto não muito alto de cabelos escuros e olhos castanhos brilhantes, aparecera sentado em uma poltrona.

            - Bom, esses são os gêmeos filhos de Zeus. - Hyukjae apresentara. - Meninos esse é Hangeng filho de Apolo.


-------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário