{O Garoto Delta} Exórdio


Os híbridos foram a maior descoberta da ciência, e a que mais saiu do controle do próprio criador. Já é conhecida a criação dos primeiros seres desta nova espécie, e isto nos poupará tempo. Agora a história é outra... completamente diferente.

O que aprendemos antes foi que dois híbridos jovens se apaixonaram, passaram pela dificuldade que a vida vos trouxe e ainda superaram o próprio tempo. Atualmente vivem em Mugogi, a cidade dos betas, rodeado pela família e sua futura geração.


A pequena garota de cabelos lisos e brancos corria pelo jardim, estava ansiosa para conhecer uma nova história que descobriu recentemente. Adorava brincar na casa da árvore que seus dois pais construíram para si, e era lá que ela se escondia com os seus maiores tesouros. Á momentos antes de sua corrida, a pequena garota acabara de escutar de seu pai Kyung Soo, que os avôs viveram uma história de amor tão intensa quanto a si próprio.

Não acreditou de primeiro momento, afinal de contas Sophie sabia muito bem que seu pai ômega era especial, e isso daria o motivo de seus cabelos serem brancos como a neve. Quem ousaria ter uma história romântica tão grandiosa quanto a de seus próprios pais? Precisava averiguar isso o quanto antes.

Os betas que viviam em Mugogi adoravam a garota, ela era adorável e gentil como o pai Kyung Soo, porém sua inteligência fora herdada do moreno Jong In. E todos os cidadãos sabiam que ela era o segundo maior tesouro da família...

Correndo enquanto pulava as pequenas pedras, virava uma e outra esquina, cumprimentava alguns coleguinhas de sua classe e tão em breve estava na casa dos avós. O jardim bem cuidado mostrava o casal sentado abraçado, enquanto riam olhando para um livro.

Torcendo os lábios se aproximou do casal, não poderia chegar de surpresa, pois o cheiro da garota alertara o casal que de imediato fecharam o livro e abriram os braços. Esquecendo minimamente de sua curiosidade e afobação, correu para os braços do casal e selou-lhes o rosto.

- O que faz aqui tão cedo, pensei que iríamos te pegar ás seis horas. – Jun Myeon ajeitava a neta em seu colo, a olhando curioso.

- Omma me contou uma coisa que me deixou...ham...muito mas muuuuito surpresa.

- E o que seria querida? – Yi Xing pousou o livro grosso em seu colo, e se inclinou.

- Omma disse que vocês tiveram muita aventura....e que tiveram que fugir!

O casal se entreolhou e soltou uma risada baixa, mesmo estando com netos – duas crianças, uma vez que o pequeno Robin ainda estivesse para aprender os primeiros passos - não transparecia a idade que tinham. Pareciam jovens vivenciando a vida de recém-casados.

- Bom minha querida, nós vivemos em uma época em que tudo era difícil.

- Mas por quê?

- Oras de onde você acha que herdou seus cabelos? Do seu pai?

- Sim!

Mais uma vez o casal ria, negando com a cabeça apenas pegaram o álbum que estava no colo do delta, e se levantaram entrando para a casa branca. A garota que caminhava segurando a mão de ambos os avós, sorria ansiosa por ouvir mais uma história de amor.

E para ouvi-lá teria de fazer um imenso silêncio.

- Shh – A garota colocava o dedo sobre os lábios, e assim que o silêncio se fez, após se ajeitarem no sofá, a história começou.

Aproveite desse silêncio, aguente a frustração, pois a história se iniciará á 25 anos atrás em uma laboratório de pesquisa que se encontrava na capital.

Essa era a história de como surgiu o garoto delta.

a

Nenhum comentário:

Postar um comentário