{LBR} Capitulo 8


Despertava com a movimentação nos corredores, mesmo cobrindo o rosto com a coberta aquele som impertinente parecia me perseguir como um despertador ambulante. Jogando a coberta com raiva para os meus pés, me pus a sentar no colchão olhando para meus companheiros de quarto, nenhum deles estavam ali. Levantando-me sai do quarto vendo Min Seok encostado na parede observando a janela do corredor.

- O que foi? - Sussurrei ainda sonolento.

- Ah bom dia Luh. - Min Seok me cumprimentava com um sorriso grandioso. - Estão instalando a internet, parece que muitos pais reclamaram que os filhos estavam usando o sinal dos celulares e isso gasta.

Assenti, com certeza é um grande gasto usar a internet do celular, mesmo que o sinal seja fraco eu conseguia mandar mensagens para minha mãe. Desisti de olhar a janela e adentrei o quarto para tomar um banho e começar o meu dia, enquanto a água morna caía em meus ombros refiz minhas anotações mentais sobre o que faria hoje. Bom iria voltar ao treino como sempre enquanto espero a data da primeira luta da competição. Poderia encerrar o dia cedo e aproveitar um pouco da piscina antes do anoitecer, isso se Yixing não me pegar no pé.

Terminando o banho coloquei minha bermuda e a camiseta regata logo descendo para a cozinha, sentia um monstro no estomago tendo como reféns meus intestinos. Na porta da cozinha sentia o cheiro de café quente, sorri eternamente grato por aquele aroma tão delicioso, me sentei ao lado de Baekhyun que conversava com Chanyeol ao seu lado, apenas os ignorei enquanto servia do café e pegava do sanduíche natural que estava na bandeja.

- Hyung está me escutando. - Com o sanduiche na boca me virei para o lado percebendo que os dois estavam me olhando, sorri lado voltando a comer. - Aigoo, não vai vir me ver jogar?

- Não. - Respondi de boca cheia vendo o bico nos lábios do menor.

- Você não quer cuidar de mim. - O mais novo cruzara os braços sob o peito enquanto me olhava bravo.

- Tenho que treinar também. - Tomei um gole do café me virando pro menor. - Vou ver seu jogo, mas não to afim de ver seu treino.

- Hum. - O menor cerrara o cenho fazendo um bico nos lábios, ri de si balançando a cabeça voltando a comer do sanduíche logo seguindo para o fundo da casa.

Os alunos estavam divididos pela quadra, suspirei olhando em volta percebendo que o dia não estava ensolarado, mas que o tempo estava se fechando com as nuvens cinzentas, com certeza cairia uma chuva daquelas. Caminhei em volta da casa vendo a Yixing conversar no telefone, sorri cruzando os braços passando a observá-lo de longe. Apesar de ser um grande capitão e rigoroso também, Yixing era um cara bonito, seus braços fortes condiziam com o seu corpo magro e bem trabalhado, assim como seus sorrisos inocente condizia com seus olhos brilhantes. Queria ter pelo menos um por cento de sua beleza.

- Ta babando. - Ouvira uma voz sussurrar perto de meu ouvido, minha pele se arrepiou e o coração acelerou, me desviei ao assustar vendo a face divertida de Sehun que me olhava enquanto bebia algo - Gosta tanto assim dele?

- D-Do que está falando, não gosto de ninguém, q-quer dizer gosto, mas é apenas o meu amigo.

- Relaxa estou apenas te zoando. - Ria ele ficando ao meu lado olhando para Yixing. - Pensei que iria treinar hoje.

- E pretendo, só estou esperando ele terminar de falar no telefone para poder começar.

- Tudo bem. - Sehun mexera no bolso olhando o celular, não pude desviar o olhar de si por curiosidade achara estranho que ele tinha um contato sem nome, apenas um ponto. - Bom eu vou indo chamar Chanyeol, precisamos começar a treinar por hoje.

- Hoje? - Arqueei a sobrancelha curioso, vira o mais alto abrir um pequeno sorriso no rosto.

- Estamos na semifinal do campeonato, e hoje temos uma partida. Se quiser aparecer para nos ver jogar, fique a vontade.

- Ah – Olhei para a direção de Yixing torcendo os lábios enquanto pensava, o fato de estar competindo me faz levar bem á sério a ideia de treinar, sendo assim não saberia se poderia ir ver o jogo. Suspirando baixo olhei para Sehun que parecia esperar por uma resposta sua, apenas sorri de lado. – Quem sabe eu apareça por lá.

- Tudo bem então, até mais.

Sehun acenara saindo em direção da casa, o observei e ri baixo passando a olhar para o treinador que desligara o telefone e acenara para mim, respirando fundo caminhei até ele para então dar inicio ao treino daquele dia.

●••●

Já havia escurecido e o celular mostrava que passava das oito da noite, estava a uma hora e meia atrasado para o jogo de hóquei. Apesar de não ser lá minha praia, queria fazer companhia á Baekhyun, por mais que esteja com os outros meninos eu ainda mantenho o olhar protetor sob ele. Yi Xing dirigia calmamente para o estágio, conversávamos sobre algumas coisas da escola, manter o assunto em Box era chato demais, poderia passar a impressão de que eu só sei falar disso. Talvez eu queira chamar a atenção dele, uma vez que Yi Xing deva ser Rink.

Ao estacionar o carro mandei mensagem ao Baek perguntando onde eles estariam sentados, assim que a resposta chegou nos direcionamos para o tal local. Não seria necessário as entradas, uma vez que os alunos das escolas participantes tem a entrada livre. Olhava em volta do estádio sentindo a brisa gélida bater em meu rosto, de imediato senti meus lábios gelarem e se secarem. Todo o local era banhado com cores frias, o azul era predominante, olhava em volta a procura de Baekhyun, não me demorando a encontrá-lo. O menor me olhava com um bico nos lábios, as mãos na cintura já era sinal de que estava bravo, talvez, por não ter atendido suas 20 ligações durante o meu treino.

- Onde você estava? – Baekhyun puxara de meu braço me fazendo sentar, o olhei coçando a cabeça um pouco envergonhado pela demora.

- Desculpa Baek eu que o prendi – Yi Xing sorria sentando ao meu lado assenti olhando para o menor que suspirava sorrindo.

- Bom, em todo o caso o time do Chan está ganhando – Desviei o olhar para o placar não entendo muito do via me restringi a olhar o jogo apenas e comemorar caso algum gol seja feito.

Estava no intervalo ainda, aproveitei para pegar uma garrafa de água e beber um grande gole de tamanha era minha sede. A minha brilhante ideia em tomar banho antes de vir pode ser um acréscimo para a demora, vir fedendo a suor não parecia ser uma boa forma de ajudar o meu cunhado a se sair bem no jogo.

- Mas está tudo bem entre vocês? – Perguntei á Baek enquanto esperava a volta dos times.

- Ah – O menor olhara pra mim com um pequeno sorriso nos lábios – Chan concordou em voltar a fazer terapia para poder mudar a medicação, hoje ele perdeu um pouco do controle... – Olhara para o braço onde havia uma marca roxa, arregalei os olhos suspirando baixo.

- Pelos céus Baek, ele fez mais alguma coisa?

- Não ele não fez. – Baek puxara a manga da blusa cobrindo os braços. – Ele se sentiu tão culpado depois, sabe pensei que iria chorar.

- Se ele concordou em fazer terapia então é um sinal de que ele não quer que isso se repita.

Continuamos a conversar sobre assuntos um pouco mais alegres, Baekhyun estava preocupado com Chanyeol por não ter mais dos remédios e que assim poderia perder o controle de sua raiva em qualquer jogador. Logo os times entravam no ringue, vira o moreno do Joon Myung entrar em campo sendo seguidos pelos demais jogadores. Chanyeol parecia bem até, logo Sehun entrara e olhava em volta do estádio, suas feições eram frias como sempre, até que seu olhar se encontrou com o meu, acenei discretamente abrindo um pequeno sorriso, ele apenas assentira com a cabeça e entrara para o ringue que logo iniciaria o segundo tempo.

Yi Xing comprara um sanduiche para ele e para mim, dividíamos o refrigerante já que eu não poderia exagerar apesar da minha grotesca fome. Era a primeira vez que via um jogo de hóquei, e eu de fato não sei como são as regras e os nomes utilizados para poder descrever o jogo, apenas torcia e gritava animado quando o time da escola estava com o disco em sua posse. Aproveitei para me divertir, os meninos gritavam o nome dos jogadores e diziam frases de apoio, ria divertido de toda aquela empolgação, bebia do refrigerante que era puxado por Yi Xing que ria baixo.

- Ya que guloso esse chinesinho heim. – Ria o alto me fazendo corar brevemente, dera o gole do refrigerante me ajeitando na poltrona para então sentir de sua mão acariciar o canto de meus lábios, o olhava com a feição surpresa e provavelmente estupidamente avermelhada. – Come igual uma criança, se suja inteiro.

- Não sou uma criança ta. – Fazia bico enquanto olhava o maior e ria em seguida desviando o olhar para o ringue.

Observava o jogo e torcia quando outro ponto fora feito pelo time, Sehun fora o jogador que o fez. Joguei os braços para cima gritando junto aos demais rindo alto pela diversão. O apito final soava pelo estádio dando o fim de jogo, os jogadores foram em volta de Sehun o abraçando e mexendo com ele. Levantamos já saindo da arquibancada, fiquei por ultimo enquanto olhava o celular revisando as mensagens, vendo que naquele dia recebera nenhuma de Rink. Poxa gostava tanto dele, e hoje parecia chato só de não receber um oi.

- Luhan!

Olhei para frente vendo Sehun debruçado no pequeno muro que dividia a arquibancada do ringue, me levantei indo ate si abrindo um pequeno sorriso cordial, apesar da minha vontade em querer chorar de manha.

- Belo jogo, parabéns pela vitória. – Sorria me debruçando ao seu lado.

- Obrigado, pensei que não iria vir hoje. – O mais alto coçava a nuca enquanto olhava em volta.

- Ah me atrasei, e ainda fui tomar banho depois do treino.

- Tudo bem, e ai curtiu o jogo? – Me olhara com as feições sérias e fria, pisquei algumas vezes desviando o olhar para o ringue.

- É...até que foi legal, mas aqui faz muito frio.

- É por causa do gelo. – Pela primeira vez via Sehun rir de algo, ele ainda usava o uniforme e segurava uma blusa grossa que logo fora depositada em meus ombros. – Use isso por enquanto.

- Ahn obrigado Sehun. – Sorria o olhando.

Por um momento ficamos naquela troca de olhar, e sentia o reboliço em minha barriga, parecido com o reboliço que sentia ao receber mensagens de Rink. Observando de seu rosto dessa vez percebera como sua pele era branca e aparentemente delicada. Seus olhos eram escuros, porém conseguia ver o meu reflexo nelas de tão brilhante que era, seus lábios eram finos e avermelhados, contrastado com a pele, pensei em ter aproximado de si já que seu rosto parecia maior. Parecia estar tão hipnotizado que me assustara quando um som estridente se fizera presente, Sehun resmungara e então olhara para o celular em suas mãos.

- Ahn...eu vou indo – Sussurrei corando violentamente saindo de perto do maior. – A-Até mais.

- Espera...

Não consegui aguentar de minha vergonha em parecer tão vulnerável perto de Sehun, sai correndo segurando firme em sua blusa que ainda estava em meus ombros, saíra correndo saindo da arquibancada ouvindo o maior me chamar como se me seguisse. Meu rosto estava totalmente virado para baixo, suspirei confuso com que o havia ocorrido anteriormente, acabara por trombar em alguém que me segurou firmemente. Erguendo o rosto vira os olhos confusos de Yi Xing que sorrira em seguida.

- Onde estava? Já ia embora sem você. – Mordi o lábio sem me mover de seus braços, os olhos do maior fora para algo atrás de mim, e acho que não seria necessário dizer que era Sehun, já que não ouvia sua voz me chamar. – Eai Sehun, vamos comer fora?

- Não, podem ir eu vou pra casa decimal.

- Ah tudo bem então. Vamos Luh.

Apenas assentira seguindo Yi Xing que ainda me abraçava pelos ombros, suspirei baixo ao entrar no carro escondendo o rosto entre as mãos, o mais alto nada falou sobre o que poderia ter ocorrido, apenas dirigia para algum lugar onde mais tarde se revelou ser um restaurante.

●••●

O que aconteceu?

Olhava para aquela mensagem sentindo o coração bater rapidamente. Já estava deitado na cama enrolado nas cobertas devido ao frio que chegava aos poucos. Tudo o que pensava era o motivo de Rink não ter enviado mensagens antes, mas percebi que ele deve ser ocupado demais para ficar conversando o tempo todo comigo. Movia os dedos para digitar rapidamente olhando fixamente para a tela do celular enquanto pensava.

Sobre o que?” – Enviei a mensagem que fora visualizada rapidamente, suspirei baixo enquanto olhava as mensagens anteriores, nossas conversas eram sobre tudo e quando tínhamos algo em comum pareciam minutos de conversa, quando na verdade eram quase três horas.

Te vi hoje no jogo de hóquei, o que aconteceu depois?

Corei instantaneamente ao me lembrar do rosto de Sehun perto do meu, e no quão bonito ele parecia naquele instante, era como se o ringue de patinação fosse seu contrates para a beleza que ele tinha. Suspirei baixo digitando rapidamente.

Fiquei conversando com um colega, por quê?” – Fico a me perguntar se Rink vira aquilo, e como era coincidência o Yi Xing aparecer quando eu precisava de uma fuga, isso aumenta ainda mais sobre minhas suspeitas sobre Yi Xing.

Me pareceu chorar a qualquer instante, aquele garoto te assusta?” – Aquele garoto....seria o Sehun?

Não, Sehun é uma ótima pessoa, aliás, e um ótimo jogador de hóquei, deve gostar dele já que gosta de esportes no gelo.

Tentei o meu máximo em desviar o foco da conversa, o que dera certo já que o foco foi para algumas coisas que gostávamos, indo um pouco longe dos esportes. Chegamos ao assunto de comidas favoritas, comentei sobre ter uma curiosidade grande pela culinária italiana, já sentia a boca salivar por pensar naquelas massas cheias de recheios.

Bom saber, quem sabe quando eu te convidar, a gente saia para um restaurante italiano”.

Opa, temos uma pequena dica e confissão aqui. Convidar para sair, isso significaria que Rink finalmente me diria quem ele é. Porém minha mente divagou para a imaginação de um possível primeiro encontro, logo o primeiro beijo e assim me arrepiava em imaginar a textura dos lábios de Rink, como será que seria beijar? Nunca havia namorado com alguém, meu foco sempre foi o Box e o meu pai. Mas logo em minha mente veio os lábios de Sehun, corava enquanto tocava de meus lábios suspirando baixo em imaginar como seria de fato beijar alguém.

Vendo que estava divagando em demasia, balancei a cabeça voltando a ver as mensagens e respondia ao Rink.

Se isso for um convite antecipado... eu aceito”.

Ótimo...te encontro amanhã á 23h perto do celeiro abaixo da casa decimal”.

Tínhamos um celeiro? Ria baixo olhando em volta do quarto vendo Min Seok dormir agarrado ao travesseiro. Balancei a cabeça ficando a conversar mais um tempo com Rink. Assim que resolvi dormir, fiquei a imaginar como seria o dia seguinte onde finalmente conheceria o meu admirador secreto.

●••●

Acordara já ansioso com o que esperava pelo dia, o banho que tomei a comida que almocei, o treino que tive tudo fora feito na correria por conta da minha ansiedade para que chegasse ás onze horas. Yi Xing notou isso e obvio que intensificou do meu treino o tempo todo. Não tive do que reclamar talvez ele fosse esconder sua animação bem melhor que eu. Imagino ser ele, já que olhava o celular e ria de forma fofa e meiga, talvez lendo de nossas mensagens. Ah céus estou indo para um caminho das ilusões.

- Luh vamos terminar por aqui, eu tenho um compromisso então vou indo mais cedo.

- Tudo bem.

Apenas sorri como se não soubesse o motivo de sua saída, mas que bobo poderia me falar. Continuei com alguns exercícios até dar a hora de ir tomar banho, imaginava a roupa que deveria por, já que é um restaurante italiano para onde iríamos. Na verdade iria encontrar Rink no celeiro e depois iríamos para o restaurante, achei melhor ele fazer assim, já que corro o risco de me perder, e isso seria uma vergonha total.

Saí correndo pelas quadras indo para o quarto, encontrara Baekhyun sentado na minha cama lendo algum livro.

- O que faz aqui?

- Hum? – O menor me olhara sorrindo levemente – Queria saber se mandou mensagem pra mamãe mas acabei vendo algo mais interessante.

- Um livro? – O olhava confuso, não me lembro de trazer livros para a viagem, logo o menor deixara o livro cair na cama mostrando meu celular, suspirei sentindo o coração parar de bater por uns míseros segundos. – B-Baek, não pode mexer nas minhas coisas.

- Rink? Sério mesmo? Admirador secreto é romântico mas muito capenga. – Ria o menor lendo as mensagens, me aproximei tirando o celular de suas mãos sentindo as bochecha corarem. – Vão se ver hoje? Quem pensa que é?

- Não sei quem é. Agora sai que eu vou tomar banho.

- Ah vou te ajudar a se vestir, se for pra seduzir tem que ser em nível alto.

- Quem vai seduzir? – Olhei para a porta encontrando um Chanyeol de braços cruzados e cenho cerrado, suspirei baixo batendo o celular em minha testa.

- Lu hyung tem um encontro com admirador secreto. – Ria Baek enquanto revirava minha mala.

- Eita porra, quem é?

- Se é secreto obvio que eu não sei – Ironizei.

Não tinha como não ceder á Baekhyun, ele é todo ligado nesses assuntos de romance e encontros, e eu não sei nem o que falar para uma pessoa que se declara para mim. Fico a imaginar se Rink estaria na mesma pressão que eu. Desistindo de entender o que o meu irmão comentava sobre minhas roupas, resolvi ir no banheiro me banhar. E então sorria em imaginar Rink, será que está tão nervoso quanto eu? Será que se arrumaria apenas para me encontrar?

Um pequeno desespero bateu contra mim quando vi a porta do banheiro ser aberta por um Baekhyun e um Chanyeol de olhos fechados. Desliguei o registro enrolando a toalha em minha cintura, quando os dois me pegaram para me arrumar. Literalmente me vestiram, literalmente ajeitaram meu cabelo, literalmente me fizeram tomar um banho de perfume, literalmente me fizeram por um alargador. Senti como se fosse uma marionete daqueles dois, que ficavam discutindo qual jaqueta combinaria com a calça skinny preta e a camisa de manga comprida branca. No final optei pela ideia de Chanyeol que era uma blusa de moletom branca com estampa de um leopardo psicodélico.

Olhando-me no espelho vejo que não fiquei tão mal assim, na verdade gostei da aparência que tinha.

- Obrigado meninos, mas o que eu realmente preciso de ajuda é pra saber onde fica o celeiro.

- A gente te leva até lá. – Ria Baekhyun me abraçando pelo ombro – Eu quero saber quem é.

- Eu sei quem é – Chanyeol comentara depois sorrindo de lado. – Mas não vou falar.

Isso apenas aumentou meu nervosismo quando olhei para o relógio e via que já estava meia hora atrasado. Suspirei baixo seguindo o casal a minha frente que lideravam o caminho para o celeiro. Diferente do que via na cidade, aqui longe do olhar observador dos pais, Chanyeol e Baekhyun andavam de mãos dadas, sorriam abertamente um para o outro, e olhando assim eles de fato formam um belo casal. Fico feliz por isso.

Olhava em volta onde tudo estava escuro, os dois á minha frente param apontando para uma casa ao final da colina em que estávamos não era muito longe da casa decimal, porém não tinha vista de dentro do celeiro. Assenti para os dois enquanto seguia o meu caminho para o celeiro, e a cada passo que dava meu coração se apertava mais ainda em nervosismo. Observava atentamente o celeiro, abrindo da grandiosa porta vendo seu interior totalmente escuro.

Suspirei baixo resolvendo ficar no lado de fora, apesar de estar frio, me sentei sobre a cerca ainda receoso em encontrar Rink. Entreguei-me tão rapidamente para aquele ser que nem cogitei a possibilidade de ser algum maníaco a fim de me estuprar e me matar, com esse pensamento cogitei a hipótese de voltar para casa já iria descer do cercado quando...

- Você veio.

Congelei naquele momento, aquela voz... eu a conhecia, me virei olhando a pessoa que vestia a calça jeans escura e uma blusa xadrez preto e branca, e um boné de aba reta preto, os olhos frio e lábios avermelhados se destacavam seu pequeno sorriso.

- S-Sehun?

❖----------------------------------❖

Nenhum comentário:

Postar um comentário