{LBR} Capitulo 5


Nunca vou entender essa questão de relacionamentos, amor e suas companhias, nunca vou entender o por que de desejarmos uma pessoa ao nosso lado. Acredito que isso seja apenas algo humano, algo que necessitamos para manter nossa espécie humanóide fora da área da extinção. Só entendo isso, mas tenho a leve impressão de que entenderei melhor quando eu realmente sentir esse amor que tantas pessoas falam. O que me fazia questionar não era essa questão em relação á mim, mas sim á meu irmão, na semana passada havia saído para a minha primeira noitada junto com os amigos de Baekhyun, e que provavelmente eu possa chamá-los de meus amigos também. No final dessa noite um garoto que sempre tinha um quê com Baekhyun, veio falar comigo como tivesse perdido uma batalha.

Não compreendi aquilo na hora, e apenas sabia que havia muitos nós naquela história e que esses malditos nós machucavam aquelas duas pessoas. Baekhyun não conversava comigo direito depois de eu ter lhe ignorado sobre seu "amor secreto", ele queria respostas e eu ainda procurava entender a minha situação em meio disso. Chanyeol, que seria o garoto alto e estranho, apenas me mandava mensagens quando necessário para esclarecer minhas duvidas, e nada além disso. No dia seguinte á festa, no horário da entrada despistei meu irmão e fiquei a espera da pessoa alta que logo chegou.

Assim que procuramos e encontramos um local calmo para conversarmos, ele me contou sua versão da história. Sua história era igual a de Baekhyun, mas havia algo ali que iria além da minha mente.

- Então você gosta dele? - Perguntei cruzando os braços, vendo que meu sotaque estava indo embora enquanto eu ficava ansioso com aquela história toda.

-... - Seu silencio foi angustiante, os seus olhos percorriam ao redor enquanto ele suspirava. - Sou o filho da diretora, ela tem olhos e ouvidos por aqui.

- Ah entendi. - Não era necessário centenas de parágrafos para entender a situação do nosso grandalhão, mas parecia que aquilo era o suficiente para deixá-lo assim.

- Ninguém além do treinador e capitão sabem disso. E agora você. - Assenti como se assinasse um termo de silêncio á esse segredo. - Minha mãe acha que se eu namorar agora pode comprometer meu futuro, e como eu dependo dela totalmente para jogar hóquei.

- Teve que abrir mão de certas coisas. - Continuei vendo ele assentir, com certeza a vida desses burgueses era chata demais para mim. - E isso explica o por que de bater nele?

- Ansiedade, perca de controle, eu não sei. - O garoto colocava a mão no bolso e estendia o pequeno frasco alaranjado, ah ele era medicado. - Não é apenas uma paixonite que eu quero esconder dele, sabe?

- Isso é sério demais para que você esconda. - O olhei sério, afinal não entendia o motivo de tantos segredos para esses velhos pais. - E se você gosta de Baekhyun, pare de machucá-lo e tente se aproximar dele.

- Não estava prestando atenção no que te disse?

Apenas toquei-lhe no ombro quando o sinal tocou dando inicio ás aulas, não era se quer uma questão de amor proibido, mas sim algo maior do tipo em que a mente saudável de Chanyeol. Bom se ele é filho da diretora então devemos acrescentar uma pequena anotação onde deve ter dezenas de fardos para ele aguentar sozinho, e acho que não conseguir manter seus sentimentos e hormônios devem piorar esse estado. Sinceramente como eu iria cuidar de uma situação dessas? Justamente quando eu nunca namorei e nem sei o que é esses sentimentos... mau comecei minha vida aqui e já me sinto extremamente cansado.

Depois dessa conversa com Chanyeol fiquei a conversar com Baekhyun explicando a ele que existiam complicações com o garoto e que o menor deveria ter paciência. E no final das contas foi fácil já que Baekhyun começou a se focar no time de futebol que começaria o campeonato interescolar. E durante seus treinos posso dizer que ele está fazendo o seu máximo para não desapontar seus torcedores e companheiros de time. Chanyeol por outro lado ia me visitar durante meus treinos para perguntar do mais novo, até mesmo para dizer todo sorridente que finalmente conversou com a mãe á respeito de seu probleminha, evitei entrar em perguntar por detalhes já que aquilo não me dizia á respeito, queria apenas que ele e Baekhyun pudesse ter algum tipo de relacionamento, nem que seja amizade.

Olhava-me no espelho ajeitando a camisa de torcida que havia ganhado de Baekhyun, o mais novo deixou bem claro que deveria usar ou então minhas coisas sumiriam, e eu não estou muito afim de saber sobre esse detalhe, e até que a camisa é bonitinha, é branca com o símbolo da escola desenhado no braço e no peito o brasão do time. Sai de meu quarto encontrando minha mãe arrumando os pom pons de torcida... é mamãe ainda acha que é líder de torcida. O sr. Byun arrumava uma pequena bolsa térmica já saindo de casa. Parece que as pessoas da cidade levam á sério os esportes, bom os alunos eu até entendo porém a vizinhança já era um pouco estranho. Era muita gente combinando ali.

No caminho para a escola havia muitas pessoas seguindo o mesmo ritmo e com bandeiras grandes nas costas, por um segundo me senti indo á um estádio para ver a final da copa do mundo, mas era apenas um jogo entre escolas o que me parecia exagero. Bom entendia amigos e pais indo... estou pensando nisso por que mesmo? Enquanto caminhava olhava ao meu redor encontrando o grupo de amigos rindo enquanto faziam sinais escandalosos para mim, não pude deixar de rir indo ao lado deles ficando entre KyungSoo e Min Seok.

- Eai ansioso? - Yixing me olhava enquanto enrolava a bandeira.

- É a primeira vez que o vejo jogar, então sim estou nervoso.

Parecia que todos estavam animados, não pude deixar de me sentir aliviado. Durante o caminho vi Chanyeol com seus amigos, e pelo que notei ele era o mais animado, claro que sua presença poderia trazer algo de bom para Baekhyun. O cumprimentei de longe enquanto seguia entrando para o estádio, ele não era tão grande assim porém o suficiente para receber os torcedores e dar espaço para os jogadores correrem. Avisei aos meus pais que iria ficar junto com meus amigos, o que gerou um bico nos lábios da minha mãe, mas aceitou mesmo assim. Sentei nos banco ficando na ponta, não me importava muito com a conversa entre os meninos, já que eu entendia nada á respeito das regras do jogo, apenas olhava o campo vazio e sentia a ansiedade chegar.

Via que o estádio se enchia, olhava para cima vendo que o mesmo não era coberto deixando á vista o céu azulado sem nenhuma nuvem, na verdade fazia calor por ali, com certeza iria suar se ficar me movendo muito por entre os torcedores. As pessoas adentravam e se ajeitavam tentando pegar o melhor lugar para uma boa vista, até que se sentassem ao meu lado. De inicio não me importei mas depois de olhar ao redor e perceber a pessoa alta ao meu lado não pude deixar de rir.

- O que foi? - Chanyeol me olhava confuso, logo parei de rir mantendo um sorriso, não queria que ele me batesse ali.

- Você é o mais animado daqui.

- É a primeira vez que vejo um jogo dele, espero que eu dê sorte.

Balancei a cabeça vendo os jogadores entrarem no campo, as vaias e os gritos se embaralhavam em meus ouvidos, não pude deixar de acenar e gritar ao ver Baekhyun entrar no campo, ah ele ficava bonito com o uniforme. Seus olhos percorreram o estádio até que um sorriso se abria, deve ter encontrado nossos pais, logo seu olhar voltava a passear e parou em mim seu sorriso se alargou, acenei freneticamente sorrindo, mas seu sorriso desapareceu ao ver Chanyeol ao meu lado. Olhei para o garoto alto que apenas olhava seriamente Baekhyun, cutuquei de leve seu braço o vendo desviar sua atenção para mim, simbolizei que fizesse um sorriso e ele tentava imitar, mas não dava muito certo parecia uma careta de dor de barriga, não pude deixar de rir voltando a observar Baekhyun que olhava para o chão enquanto mordia os lábios.

O jogo começou suspirei ficando mais ansioso vendo Baekhyun não muito atento ao jogo, o que me gerava perguntas bobas em minha mente. Olhando o time oposto ter a posse de bola ouvia os torcedores gritarem para que Baekhyun se movesse, o menor corria pelo campo escorregando no gramado fazendo o jogador que tinha a posse de bola, cair. O juiz se aproximou e deu cartão amarelo para Baekhyun, fazendo os torcedores do outro time agitarem.

- Isso não é bom. - KyungSoo sussurrava para mim sem tirar os olhos do campo.

Balancei a cabeça em ver o jogo voltar e o time que se vestia de branco tentar compensar o cartão ganho. Chanyeol ao meu lado não se manifestava muito e segurava seus pulsos com força, até ele ficava preocupado. Finalmente Baekhyun tinha a bola e corria pelo campo se aproximando do gol do time oposto, ao chutar o goleiro a segurou e lançou para outro jogador. Baekhyun nunca me pareceu jogar mau, e se foi escolhido como titular é porque ele tem competência. Os minutos seguintes daquele jogo eram angustiantes, parecia que nem o capitão do time estava satisfeito, o treinador gritava dos bancos, mas nada que pudesse resolver aquele jogo.

O primeiro tempo terminou, soltei o ar que prendia em meus pulmões ao olhar para o telão onde o time adversário marcava dois gols. Sinceramente isso não era um bom sinal. Olhei para Chanyeol puxando sua mão. Só tem um jeito de Baekhyun jogar bem.

- Vem comigo.

Segurando do mais alto me levantei saindo das arquibancadas indo para a saída do estádio, no corredor havia duas portas á esquerda que dava para a saída e para a direita que levava aos vestiários. Caminhei pelo corredor da direita apressando os passos, olhei para as portas procurando pelo vestiário do time de Baekhyun, não demorou para chegarmos. Bati na porta vendo o capitão do time, Jong Dae, abrir a porta.

- Baekhyun está? É urgente.

- Não é um bom momento...

- Urgente.

O moreno assentiu chamando por Baekhyun, vi ele com aquela carinha de choro, olhos embarcados em lágrimas as bochechas rosadas e um pequeno bico nos lábios, esse era seu jeito de demonstrar sua manha. Ao sair ele me olhou e arregalou os olhos, soltei Chanyeol o puxando para meu lado. Baekhyun me olhava com ódio, não acredito que ele achava que eu iria ficar com aquele grandão, abri um sorriso vendo-o manter o olhar sério sobre nós.

- Se veio aqui...

- Baekhyun, eu pensei que soubesse jogar.

- Ah sinto muito se te decepcionei hyung. - Ah quanta ironia.

- Conversem. Vocês têm dois minutos para deixar claro isso. - Me virei para Chanyeol olhando seriamente para ele. - Essa é a chance que me pediu, então não desperdice, por favor.

Olhei para Baekhyun piscando para ele deixando os dois sozinhos, cruzei os corredores com as mãos no bolso não deixando de sorrir esperava tanto que os dois se resolvessem, não adiantaria ficarem separados sendo que eles se "amam". No caminho vira aquele garoto novamente, o capitão do time do hóquei, o olhei e sorri levemente acenando em cumprimento vendo seus olhos frios focarem em mim para em seguida para frente. Formei um bico nos lábios parando o olhando caminhar, pelo visto tem ninguém normal nesse time. Voltei a caminhar indo á arquibancada pegando uma bebida com meus pais e me sentando em meu lugar.

Os dois times logo voltavam á campo, e nem sinal de Chanyeol ter voltado da conversa, será que ele se perdeu? Balancei a cabeça e prestei atenção nos jogadores, Baekhyun era um dos últimos e recebia vaias dos torcedores do outro time, apenas bati palmas o olhando na esperança que nesse segundo tempo ele pudesse melhorar o jogo. Não demorou para Chanyeol chegar ao meu lado todo sorridente, balancei a cabeça rindo baixo, ele nem deixava claro que os dois haviam se entendido de algum jeito.

●••●

Finalmente chegava em casa, tirei de meus sapatos e da camisa jogando para lado e assim me jogar na cama. Suspirei passando a mão em meus cabelos, ouvia meus pais entrarem em casa gritando junto com a risada alta de Baekhyun. O jogo foi acirrado, Baekhyun conseguiu recuperar sua auto estima e conseguiu marcar dois gols e ajudar no terceiro levando seu time á vitória. A saída do estádio foi um inferno, gritos, buzinas, apitos, fogos,e entre outros artefatos barulhentos cercavam o bairro, não pude deixar de rir ao ver os garoto do time virar um balde de gelo em Baekhyun que ria vitorioso, esse era o lado dele que eu queria ver.

Estava cansado e meus olhos pesavam como se implorassem para que eu dormisse, mas o gritos de Baekhyun na porta já me fazia suspirar baixo. O menor entrava e pulara na cama me olhando.

- Hyung obrigado por hoje.

- Hm? - Ergui o rosto sorrindo. - Mais tarde você me conta, eu to morrendo de sono.

- Vamos fazer um churrasco para os meninos do time, depois desça.

Apenas assenti pegando minha camisa cobrindo meu rosto, senti o peso da cama diminuir e finalmente pude fechar os olhos e ansiar por uma sonequinha. Ouvira o celular vibrar na madeira da minha mesa, bufei tirando a camisa de meu rosto enquanto me sentava na cama peguei o celular encontrando uma mensagem de um número desconhecido.

"Fico contente em ter te visto animado no jogo"

Olhei arqueando a sobrancelha aproximei da janela vendo o time de Baekhyun mais seus amigos nos fundos da nossa casa onde meu padastro fazia a carne. Olhei cada um ali e vi Yixing no celular, ele ergueu o rosto olhando para a janela e abriu um sorriso, ah então foi ele. Sorri de volta vestindo a camisa saindo do quarto, bom estão fazendo churrasco e eu estou aqui, pelo menos deveria fazer uma boquinha.

●••●

Terminava de me trocar e pegar as luvas, fechando do armário segui para o térreo pronto para mais um dia de treino. Fazia um mês que estava treinando e estava satisfeito com minha situação, em menos de 40 dias conseguira chegar ao mesmo patamar dos outros lutadores do ginásio e isso me deixava animado. Colocara as luvas e ia para o saco de areia para me aquecer, olhei para Yixing e o treinador Xing que vinham do segundo andar enquanto conversavam. Comecei meus aquecimentos enquanto olhava para os dois curioso, rindo desse jeito ...Yixing era bonito quando ria.

- Luhan. - O mais velho se aproximou sorrindo segurando uma pasta, me endireitei olhando o treinador. - Tenho uma boa noticia.

- E qual é?

- Hoje á noite terá as inscrições para o campeonato desse ano. - O treinador entregou a pasta a mim, abri e vi que tinha uma foto minha 3x4 arqueando a sobrancelha. - E essa será sua estréia garoto.

- Está falando sério? - O olhei surpreso - Tipo....sério mesmo?

- Vamos perder peso hoje garoto. - Yixing acariciou meu ombro enquanto sorria, um sorriso encantador para variar. - Terá de pesar menos de 60kg e assim poderá participar das eliminatórias.

Suspirei, perder peso era uma tarefa difícil, com certeza terei de seguir uma lista bem rigorosa de alimentos. Yixing me acompanhou nas flexões, fazia minhas contagens, segurava meu corpo dificultando meus movimentos, enquanto isso o treinador Xing cuidava dos demais que estariam se preparando para suas respectivas lutas. Fiquei vinte minutos deitado nos colchões finos fazendo as flexões, assim que parou bebi um gole de água para me hidratar e logo Yixing me enchia de blusas, cobria minha cabeça de capuzes. Iríamos correr ao redor do ginásio, e assim começamos a pequena corrida, porém o capitão resolveu estender o percurso passando por de trás do ginásio seguindo para o ginásio de basquete que ficava além dos muros da diretora.

De vez em quando Yixing aumentava sua velocidade para que eu o acompanhasse, e ás vezes a diminuía. Minhas pernas doíam mas nada tão intenso como nas primeiras semanas, de fato ir á academia me ajudou muito nesse quesito. Após darmos a volta na quadra de basquete passamos para o campo aberto de futebol, lá o time de Baekhyun treinava e pude ver o mais novo sentado olhando seus colegas. Mas não pude observá-lo muito Yixing já está longe e eu tinha de me manter em seu ritmo. Acelerei os passos correndo com ele enquanto contornávamos ao redor do ginásio de hóquei. Ouvia gritos vindo de dentro, mas me mantive focado novamente. Estava completamente suado, minha boca já ficava seca e as roupas que eu usava ficaram abafadas. Ao fazermos a volta pelo ginásio de hóquei retornamos para o campo de futebol onde tinham alguns bancos, nos sentamos ali e bebemos mais um pouco de água.

Sinceramente estávamos na primavera e o calor era menor que o do verão, mas mesmo assim sentia a vontade de tirar toda a roupa e correr pelado... o que ficaria apenas na imaginação não é.

- O que estão fazendo? - Ergui o olhar para Baekhyun que fazia sombra pra mim, abri um sorriso largo em ver o menor.

- Correndo. Seu irmão precisa perder peso.

- Assim ele desaparece, não?

Baekhyun cruzou os braços enquanto ria e estendia uma toalha para mim, a segurei e limpei meu rosto deixando o tecido enrolado no meu pescoço e assim voltar a colocar os capuzes.

- Daqui a uma semana seu irmão vai ter a primeira luta.

- SÉRIO!

Assenti sentindo uma ponta de orgulho, claro que eu estava animado e até pensava na primeira luta, mas só poderei entrar no campeonato caso estiver no peso necessário e assim arranjar um adversário. Bebi mais um gole de água e logo me pus de pé, Baekhyun retornou ao seu treino e eu e Yixing voltamos a correr em direção do ginásio.

●••●

Depois do horário de treino tive de seguir para a academia, porém o treinador Xing e Yixing tinham algumas questões a resolverem, e quem virou meu treinador temporário foi Baekhyun. O menor estava me esperando para sair quando recebeu o pedido do treinador Xing, Baekhyun aceitou e disse que não facilitaria as coisas para mim, o que me deixa com um pouco de medo. Agora corria na esteira, já havia tirado as blusas á recomendação de Baekhyun, que tinha medo que eu desmaiasse ali.

- Eu pensei que vocês estavam juntos. - Baekhyun conversava comigo para me distrair, enquanto eu o respondia o garoto sorrateiramente aumentava a velocidade da máquina.

- Pode ter certeza de que Chanyeol não é o meu tipo. - Ri correndo mais rápido, tomei um gole de água e assim continuava a me exercitar.

Fui deixado de lado quando Baekhyun atendeu o celular, pelo rosto corado sabia que era Chanyeol no outro lado da linha. Parei com a esteira pegando uma toalha e me enxugando, aproximei dos pesos pegando um para cada braço, me sentei comecei a erguê-los com um pouco de dificuldade, claro que Baekhyun havia separado para mim um numero a mais que eu costumava a usar, e eu teria de me acostumar. Logo o mais novo se aproximava sentado ao meu lado enquanto sorria. Não demorou dez minutos para Chanyeol e seu capitão chegarem na academia. Baekhyun me proibiu de parar o exercício enquanto os dois convidados se aproximavam de nós.

- Ah pensei que era você que estava se exercitando. - Chanyeol riu enquanto Baekhyun corava abrindo um sorriso bobo, apenas ri dos dois voltando a atenção para os pesos.

- Não, o hyung tem que perder peso, e não tinha ninguém para acompanhar então resolvi ajudar.

- Quem vê pensa que preciso de observadores. - Sussurrei ganhando um pequeno tapa de meu irmão. Assim que o celular apitou ao fim do tempo cronometrado, larguei os pesos e fui para uma barra pulando nela começando a puxar meu corpo para cima.

- Parece que vai ser bem concorrido. - Chanyeol se aproximou de mim me olhando. - Vou dar muita risada se você apanhar.

- Se você rir te proibirei de ver meu irmão. - Resmunguei.

- Você vai ganhar o primeiro lugar, pode ter certeza.

Ri deixando os três em suas conversas, e me foquei no que fazia. Com certeza teria perdido peso mas não sabia quanto e se quer havia me pesado antes de começar os exercícios. Novamente o apito sooara desci bebendo água secando o suor indo me sentar enquanto suspirava cansado, essa seria uma das noites em que eu deitaria e dormiria sem nenhum esforço.

- Hyung, a gente vai poder ir ver? - Abri os olhos encontrando aquelas três pessoas me observando curiosas, apenas abri um sorriso assentindo, mesmo que não pudessem tenho certeza de que Baekhyun arranjaria um jeito de ver.

- Então... - Sussurrei. - O que vieram fazer aqui?

- Apenas dar um oi. - Assenti olhando Baekhyun que mexia as mãos disfarçadamente.

- Vão lá, eu dou cobertura. - Suspirei me levantando pegando a toalha. Baekhyun me abraçou forte estalando um selar na minha bochecha enquanto puxava o braço de Chanyeol, deixando o capitão ali parado.

- É muito generoso de sua parte. - Dissera ele, apenas abri um sorriso me levantando indo para fora da academia, tomaria banho em casa assim dormiria bem.

Enquanto caminhava via o capitão silencioso ao meu lado, talvez sua casa fosse perto da minha. Meus passos eram pequenos, sentia minhas pernas bambas por conta do esforço que fizera naquele dia, até mesmo fraquejei quase caindo ao chão se não fosse pelo garoto ao meu lado me segurar.

- Senta um pouco. - Aproximamos do parque onde os amigos de Baekhyun costumava se encontrar, o garoto me ajudou a sentar e logo se pôs ao meu lado. - Não está acostumado não?

- Pois é. - Ri um pouco corado. - Não sei se meu corpo vai aguentar.

- É difícil no inicio, mas logo você se acostuma, só não fique nervoso e muito menos pense nisso, apenas relaxa e deixa acontecer.

- Já passou por isso?

O garoto apenas sorria, um sorriso bonito e talvez um pouco tímido. Não pude deixar de sorrir também. Ficamos ali um tempo em silêncio, nada que fosse constrangedor, apenas algo que fosse gostoso de aguentar. Não demorou para anoitecer, o garoto, que poderia chamá-lo por seu nome, Sehun, me ajudou a ir para casa e logo em seguida seguiu pela rua. Adentrei e vi minha mãe e Sr. Byun me olharem preocupados, apenas disse a boa noticia das classificatórias e eles logo ficaram contentes, pelo menos consegui despistar eles da possível ausência de Baekhyun.

❖----------------------------------❖

Nenhum comentário:

Postar um comentário